quinta-feira | 19 - outubro - 2017
Home / Cuidados básicos / Regar Bonsai ao meio-dia. Pode?

Regar Bonsai ao meio-dia. Pode?

Os mitos no bonsai são tipo vírus de computador, afetam uma grande massa, desaparecem de vez em quando e voltam com tudo depois.

 

Pulverização no Bonsai

A primeira linha de ataque é destinado a pulverização de seu bonsai diariamente.

É muito comum no exterior do Brasil cultivar plantas indoor, porém é para casos sem chances de ter um ambiente externo para o cultivo destas, salvo algumas espécies que se adaptam à meia sombra ou com muito pouca incidência solar.

Muitos iniciantes em particular, são incentivados a pulverizar suas árvores regularmente, principalmente para aumentar a umidade em torno da árvore, infelizmente, a pulverização só cria um ambiente úmido temporário.

O que ocorrem com freqüência, é que o excesso de água proveniente da pulverização, escorre das folhas para o substrato. Isso muitas vezes pode criar uma estrutura de solo onde a superfície do substrato é constantemente úmido e abafado, algo que muitas vezes leva abaixo o vigor e ainda podridão de raízes, especialmente em solos pobres e de alta drenagem, como geralmente é o do bonsai.

Raízes sadias em um bonsai no momento do transplante.

Outro problema com a água correr enquanto está fora da superfície do substrato pode ser que a árvore não necessita de rega, a massa mais profunda do vaso pode estar seca, porque não tem penetrado o suficiente, às vezes nada mais que 1 a 2 cm da massa de substrato.

Com a superfície úmida, dá uma falsa sensação que o substrato está constantemente molhado, podendo falhar crucialmente na rega absoluta do mesmo. Como adivinhar o real timing de rega se a superfície se mantém úmida?

As plantas mais protegidas ou indoor precisam de no máximo uma pulverização semanal ou quinzenal, com o objetivo de retirar a poeira, aonde pode ser feito ainda no momento de uma adubação foliar, é meu conselho.
Nunca molhar as plantas ao meio dia?

Um mito estreitamente relacionado, pois isto nos induz a não regar a folhagem de nossas plantas com alta incidência solar pelo fato de que o efeito multiplicador de gotículas de água possam queimar a folhagem, fazendo um efeito de lupa.

É uma grande dúvida que a superfície superior côncava de uma gota de água seria capaz de focalizar a luz em uma folha, nunca ouvi comentários a respeito disso entre bonsaístas e produtores de plantas ornamentais com mais experiência, inclusive conversei com um dos maiores de minha região e ele me disse que se não regasse duas vezes no verão as plantas secariam todas (plantas de meia sombra cultivadas a sol pleno).

Minha maior descrença neste mito é que as ditas gotas causadoras da queimada de folhas acontecem o tempo todo no verão, então por que este evento nunca ocorre quando chove em um dia quente? Certamente o mito leva a crer que as árvores deste ambiente seriam queimadas e, possivelmente, desfolhadas cada vez que houvesse uma nuvem de chuva durante o verão.

Para citar uma fonte mais confiável, o professor Liang Amy em seu livro a “Living Art of Bonsai” afirma que “se a luz solar passa através de uma gota de orvalho diretamente, sua energia é de apenas 0,2 calorias por minuto. É, portanto, incapaz de queima folhas, além disso, 1/4oz de água absorve aproximadamente 540 calorias de calor quando se evapora, fica claro que ao invés de chamuscar as folhas, a água ajuda a diminuir a temperatura (da superfície da folha) ” .

Então onde é que esse mito se originou? Bem, sabe-se que ao sol quente de verão as plantas não estão dispostas à absorver água em picos de horário de maior incidência, portanto não adianta enxarcar o substrato até porque apenas dificultará a troca de gases no mesmo e não terá a função hidratante esperada.

As flores não tem a mesma durabilidade quando molhadas, seja do jardim ou do bonsai, principalmente em seu pico de abertura durante o dia, mas a razão peo qual ela perece mais cedo tem mais a ver com o impacto das gotas pesadas de água em suas delicadas pétalas do que com o efeito do sol.

A pulverização das folhas do bonsai ao ar livre com água pode ser útil para reduzir os efeitos de altas temperaturas do verão e limpa o pó da superfície da folha, mas com referência à primeira parte deste artigo, não é necessário em uma base diária.

Além dessas considerações, existem ocasiões em que uma árvore ao ar livre precisa de pulverização regular, mas esta é limitado a casos específicos, como yamadori / árvores recolhidas e árvores saudáveis que tiveram grande trabalho realizado recentemente como transplantes.

Costumo fazer sempre isso em estáquias e transplantes de plantas com pouca raízes, principalmente coníferas do tipo juníperos.

Fonte de pesquisa: Bonsai4me

Sobre Fabiano Costa

Fabiano da Silva Costa, é natural de Florianópolis. Seu contato com o universo do bonsai teve início no Japão, onde morou entre 1998 e 2001. Atualmente é proprietário da Escola Confraria Floripa Bonsai em Florianópolis, SC, onde o espaço varia de escola a confraria, reunindo um grupo de ativistas na arte, influenciando e incentivando a mesma na região.

Veja essa publicação também!

Tokonoma 床の間 とこのま

Bem, este artigo seria diminuído e sintetizado, porém achei que se o colocasse de forma …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *